Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra.

(Salmo 34:7)

Ex-ministro de Israel foi preso por traição e espionar para o Irã
Fonte: IEMIF - 18/06/2018 - 16h54min
Ex-ministro de Israel foi preso por traição e espionar para o Irã

 Ex-ministro de Israel foi preso, indiciado e será processado por traição e espionar para a República Islâmica do Irã.

Atrás de espionagem - que acusou o ex-ministro Gonen Segev proporcionando segurança da informação e, em seguida, para o Irã - está na realização do regime dos aiatolás. Autoridades de defesa israelenses acreditam que o Segev inteligência iraniana considerar recrutar uma operação quase sem precedentes: convencer o ex-ministro do governo israelense para minar o Estado, para transferir informações entre e tentar obter através de informações sensíveis atual para oficiais de segurança israelenses recentemente se aposentou do dever. Suspeita-se que o motivo de Segev foi a ganância assunto para os iranianos.

Esta parte é provavelmente considerado Pillar encargos significativos atribuíveis Segev desde que foi recrutado pela embaixada iraniana em sua Nigéria em 2012. Ele foi ativado por mais de cinco anos até que ele foi preso um mês atrás, e foi convidado para localizar aposentados autoridades de defesa israelenses - muitos dos quais passaram a cena internacional de negócios - e deixar-lhes uma impressão positiva E confiável. Apesar movida contra a droga e charlatanismo e envolvimento história maçante relacionados ao Hezbollah, concordou com o convite mesmos fatores para assistir às reuniões em diferentes países com empresários estrangeiros, aparentemente sob a tampa de promover as transacções de segurança.

De Ministro a Criminoso

Gonen Segev já foi um político no alto escalão do governo de Israel, ele era o Ministro de Energia e Infraestrutura no governo do Primeiro Ministro, Yitzhak Rabin. Em 1994 ele foi nomeado por Yitzhak Rabin para o cargo e saiu da cena política em 1996, após a primeira vitória de Benjamin Netanyahu.

Em abril de 2004, Segev foi preso pela primeira vez por tentar contrabandear milhares de comprimidos de ecstasy de Amsterdã para Israel, alegando que ele pensavam que eram apenas doces M&Ms. Ele mostrou seu passaporte diplomático ilegalmente com uma forma de não ser indiciado, o que é ilegal. Ele foi condenado em um pedido de falsificação e tentativa de contrabando de drogas e condenado a cinco anos.

Ele também pegou dinheiro em um caixa eletrônico em Hong Kong, depois ligou para a empresa alegando que seu cartão havia sido roubado, mas a máquina registrou seu rosto.

O interrogatório do Shin Beit revelou que Segev foi recrutado e atuou como agente em nome da inteligência iraniana. Em 2012, foi estabelecida uma conexão entre Segev e funcionários da embaixada iraniana na Nigéria. Mais tarde, ele viajou duas vezes para reuniões no Irã com seus operadores, que ele sabia serem oficiais da inteligência iraniana.

O interrogatório revelou que Segev se encontrou com seus operadores iranianos em todo o mundo, em hotéis e apartamentos que ele acredita estar sendo usado para atividade clandestina iraniana. Segev também recebeu um sistema de criptografia secreta para enviar suas mensagens de e para seus operadores.

O interrogatório também revelou que Segev deu aos seus superiores informações relacionadas ao mercado de energia, locais de segurança em Israel, prédios e autoridades em entidades políticas e de segurança. Tudo isso a fim de realizar as tarefas que ele recebeu de seus operadores iranianos, Segev manteve laços com os israelenses ligados à segurança, defesa e relações exteriores do Estado de Israel.

Segev tentou conectar alguns de seus conhecidos israelenses com a inteligência iraniana, apresentando os agentes iranianos como empresários inocentes. Gonen Segev tinha tudo para vencer na vida sem se rebaixar tanto, ele tinha influência, tinha muitos amigos, um cargo elevado na política, mas preferiu o caminho mais fácil, o das drogas e da traição. Ele deverá apodrecer na cadeia por muitos anos.

 
Compartilhar
Comentários
Onde Estamos:

» Av. Automóvel Clube, 17.528
Santa Cruz da Serra - Duque de Caxias - RJ

» Rua 12 n° 3  Atrás do D.P.O,  Nova Campinas, Duque de Caxias

» Rua Ubirajára n° 21, Vila Maria Helena, Duque de Caxias

» Av. Moacyr Padilha 1117, Jardim Primavera, Duque de Caxias

» Rua Leibritz antiga 27 n° 479 (CURVA DO S), Jardim Primavera, Duque de Caxias

» Regional Centro-Oeste
Rua Dr. Laureano-Qd 17-Lt 09
Vila Mauá - Goiânia -GO | Tel: (62) 3639-7480

Contato:
(021)*3658-4454
(021)*3653-4920
© 2011 Ministério Internacional Filadélfia - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por InovaSite